Novo incentivo à contratação – estímulo 2013

VolverA Medida

O Estímulo 2013 constitui a mais recente medida ativa de emprego instituída pelo Governo, e entra em vigor no dia 13 de abril de 2013.

Tem como objetivo incentivar a contratação de desempregados e, assim, promover a sua empregabilidade, com especial enfoque nos desempregados de longa duração e nas camadas mais desfavorecidas da população.

Destacamos de seguida as principais alterações à medida Estímulo 2012:

I. Alargamento das categorias de desempregados

Passam a poder ser abrangidos desempregados inscritos em Centro de Emprego há apenas 3 meses consecutivos, desde que (i) não tenham concluído o ensino básico, (ii) tenham 45 anos ou mais e (iii) sejam responsáveis por família monoparental, ou (iv) cujo cônjuge esteja desempregado.

São igualmente abrangidos aqueles que, nos 12 meses anteriores à candidatura, não tenham estado inscritos na Segurança Social como trabalhador por conta de outrem ou independente, nem tenham estado a estudar.

É ainda a equiparado a desempregado o trabalhador com contrato suspenso devido ao não pagamento pontual da retribuição.

II. Aumento do período de concessão e valor do apoio financeiro

No caso de celebração de contrato de trabalho sem termo, o período de concessão do apoio financeiro é aumentado de 6 para 18 meses.

Da mesma forma, também aumenta o valor máximo financiado, que de €419,22 passa para €545.

III. Atribuição de um prémio de integração

Prevê-se a atribuição de um prémio de integração no caso de os empregadores procederem à conversão do contrato de trabalho a termo certo em contrato de trabalho sem termo, quer o contrato de trabalho tenha sido celebrado ao abrigo desta nova medida, quer ao abrigo da medida Estímulo 2012.

O prémio de integração corresponde a 9 meses de apoio, tendo como limite máximo mensal €419,22 (um IAS).

Note-se que este apoio, apesar de contribuir para a promoção da estabilidade no emprego, acaba por pôr em causa um dos principais objetivos do Estímulo 2013, na medida em que dispensa o empregador da obrigação de prestar a formação profissional.

IV. Aumento do número de trabalhadores

O número máximo de trabalhadores apoiados pelo Estímulo 2013 sobe de 20 para 25 trabalhadores por empresa, em cada ano civil, no caso de contratos a termo.

Não há limite ao número de trabalhadores em caso de celebração de contrato sem termo.

É de assinalar também, nesta nova medida, a tentativa de agilizar e tornar mais eficiente o procedimento administrativo de obtenção de apoio.

Em nossa opinião, o aumento do período de concessão do apoio financeiro e do seu valor máximo, bem como a atribuição de um prémio de integração, serão porventura as novidades que mais irão contribuir para incentivar a contratação de desempregados, na medida em que tornam mais interessante as contrapartidas financeiras associadas à contratação de desempregados, o que, no contexto económico atual, assume uma particular relevância para as empresas candidatas.

 Vera Madeira Duarte Vera Madeira Duarte 

Departamento Derecho laboral | (Portugal)

 

Belzuz Advogados SLP

La presente publicación contiene información de carácter general sin que constituya opinión profesional ni asesoría jurídica. © Belzuz Abogados, S.L.P., quedan reservados todos los derechos. Se prohíbe la explotación, reproducción, distribución, comunicación pública y transformación total o parcial, de esta obra, sin autorización escrita de Belzuz Abogados, S.L.P.

Madrid

Belzuz Abogados - Despacho de Madrid

Nuñez de Balboa 115 bis 1

  28006 Madrid

+34 91 562 50 76

+34 91 562 45 40

Esta dirección de correo electrónico está siendo protegida contra los robots de spam. Necesita tener JavaScript habilitado para poder verlo.

Lisboa

Belzuz Abogados - Despacho de Lisboa

Av. Duque d´Ávila, 141 – 1º Dtº

  1050-081 Lisboa

+351 21 324 05 30

+351 21 347 84 52

Esta dirección de correo electrónico está siendo protegida contra los robots de spam. Necesita tener JavaScript habilitado para poder verlo.

Oporto

Belzuz Abogados - Despacho de Oporto

Rua Julio Dinis 204, Off 314

  4050-318 Oporto

+351 22 938 94 52

+351 22 938 94 54

Esta dirección de correo electrónico está siendo protegida contra los robots de spam. Necesita tener JavaScript habilitado para poder verlo.

Asociaciones

Subir