quinta, 24 outubro 2019

Bancos têm até ao final de 2020 para adotar procedimentos de autenticação forte do cliente

VolverO Departamento de Direito Comercial e Societário da Belzuz Abogados, S.L.P. - Sucursal em Portugal vem informar sobre a aplicação prática do procedimento de autenticação forte dos clientes, destinado aos bancos e outros prestadores de serviços de pagamento regulados pelo Banco de Portugal, conforme definido pelo novo Regime Jurídico dos Serviços de Pagamento e da Moeda Eletrónica e informado pela newsletter.

Os requisitos legalmente exigíveis para o procedimento de autenticação forte entraram em vigor a 14 de setembro de 2019 pelo que, desde então, todos os prestadores de serviços de pagamento (onde se incluem, maioritariamente, as instituições bancárias), estão obrigados a proceder a uma autenticação reforçada dos seus clientes para o acesso online às respetivas contas, iniciação de pagamentos eletrónicos, entre outro tipo de atos suscetíveis de envolver potenciais riscos de fraude.

A autenticação reforçada implica a introdução de um elemento de segurança adicional, prévio à prática dos atos referidos (como por exemplo, o envio de um código de confirmação via SMS).

No entanto, e por forma a evitar uma oneração excessiva dos clientes, criação desorganizada de procedimentos e ações sancionatórias desinformadas, a “EBA” aceitou excecionalmente que as autoridades competentes – o Banco de Portugal – flexibilizassem a supervisão deste requisito até 31 de dezembro de 2020, data em que terminará o denominado período de adaptação.

No mesmo comunicado, a Autoridade Bancária Europeia recomenda aos destinatários deste procedimento o desenvolvimento de ações detalhadas para o efeito e exige ao Banco de Portugal o acompanhamento e monitorização das políticas adotadas ao longo do período de adaptação.

O Banco de Portugal por seu turno, já informou que solicitará aos bancos e restantes prestadores de serviços de pagamento, informações constantes relativas aos planos de migração e acompanhará o cumprimento integral daqueles.

O Departamento de Direito Comercial e Societário da Belzuz Abogados, S.L.P. - Sucursal em Portugal conta com profissionais habilitados para prestar assessoria jurídica com vista à implementação e ao integral cumprimento de todas as obrigações e procedimentos estabelecidos pela Autoridade Bancária Europeia e Banco de Portugal.

 Margarida Sá Marques Margarida Sá Marques 

Departamento Direito Comercial e Societário | (Portugal)

 

Belzuz Advogados SLP

A presente Nota Informativa destina-se a ser distribuída entre Clientes e Colegas e a informaçăo nela contida é prestada de forma geral e abstracta, năo devendo servir de base para qualquer tomada de decisăo sem assistęncia profissional qualificada e dirigida ao caso concreto. O conteúdo desta Nota Informativa năo pode ser utilizada, ainda que parcialmente, para outros fins, nem difundida a terceiros sem a autorizaçăo prévia desta Sociedade. O objectivo desta advertęncia é evitar a incorrecta ou desleal utilizaçăo deste documento e da informaçăo, questőes e conclusőes nele contidas.

Madrid

Belzuz Abogados - Despacho de Madrid

Nuñez de Balboa 115 bis 1

  28006 Madrid

+34 91 562 50 76

+34 91 562 45 40

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Lisboa

Belzuz Advogados - Escritório de Lisboa

Av. Duque d´Ávila, 141 – 1º Dtº

  1050-081 Lisboa

+351 21 324 05 30

+351 21 347 84 52

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Porto

Belzuz Advogados - Escritório do Porto

Rua Julio Dinis 204, Off 314

  4050-318 Porto

+351 22 938 94 52

+351 22 938 94 54

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Negligencias médicas Portugal

+351 968559667

PRIMEIRA CONSULTA GRATUITA


Associações