sexta, 08 setembro 2017

Transferências Transatlânticas de Dados Pessoais - “Escudo de Proteção da Privacidade UE-EUA”

VolverEste mês o Departamento de Direito Digital da Belzuz Abogados S.L.P. – Sucursal em Portugal analisa o “Escudo de Proteção da Privacidade UE-EUA”, um instrumento que visa garantir a proteção dos dados pessoais no contexto das transferências transatlânticas de dados.

Em 6 de Outubro de 2015, no âmbito do processo C-362/14, “Maximillian Schrems / Data Protection Commissioner”, o Tribunal de Justiça da UE declarou, com efeitos imediatos, a invalidade da Decisão da Comissão Europeia 2000/520/CE, de 26 de Junho de 2000 (comumente conhecida por “Safe Harbor”), que permitia e regulamentava as transferências de dados transatlânticas, por se ter considerado que os EUA não garantiam um nível de proteção adequado desses dados nem equivalente àquele vigente na UE.

Tornou-se, assim, necessário implementar um novo sistema que permitisse agilizar estas transferências, reconhecidamente essenciais ao comércio internacional.

Foi assim que, depois do acordo político alcançado, entre a Comissão Europeia e o Governo dos EUA, veio a ser adotado, em 12 de Julho de 2016, pela Decisão de Execução (UE) 2016/1250 da Comissão, o “Escudo de Proteção da Privacidade UE-EUA”.

Trata-se de um sistema, através do qual as organizações norte-americanas, para as quais serão transferidos dados pessoais a partir da UE, autocertificam a sua adesão a um conjunto de princípios de privacidade, junto do “Department of Commerce” e se comprometem a respeitá-los, designadamente através da conformação das suas políticas em matéria de proteção da privacidade. Esta autocertificação deve ser anualmente renovada.

No âmbito deste novo quadro regulamentar:

i) o “Department of Commerce” disponibiliza ao público, na página web www.privacyshield.gov, uma lista das organizações norte-americanas que autocertificaram a sua adesão aos princípios, a qual é anualmente atualizada.

ii) O “Department of Commerce” verifica regularmente o cumprimento, pelas organizações, das normas do “Escudo de Proteção da Privacidade UE-EUA”. A violação deste normativo poderá implicar a aplicação de sanções e a retirada, de tais entidades, da lista pública de organizações autocertificadas e, consequentemente, a obrigação de devolução às organizações europeias, ou a eliminação, dos dados pessoais recebidos.

iii) Também o acesso das autoridades públicas norte-americanas aos dados pessoais recebidos da UE, ainda que no âmbito de funções coercivas ou para efeitos de segurança nacional, é restringido ao que é estritamente necessário para a consecução do objetivo legitimo da transferência e sujeito a supervisão, com vista a assegurar uma proteção jurídica eficaz contra ingerências públicas.

iv) No que respeita à proteção dos direitos dos titulares dos dados objeto de transferência:

• as organizações são obrigadas, a pedido dos mesmos e sem necessidade de justificação, a fornecer-lhes informações sobre o tratamento dos seus dados;

• estes têm direito a corrigir, alterar ou eliminar as suas informações pessoais;

• as organizações devem tomar precauções de segurança «razoáveis e adequadas» no tratamento dos dados;

• o tratamento dos dados pessoais deve limitar-se ao que é relevante para o respetivo fim e os dados devem ser fiáveis para esse fim, exatos, completos e atuais;

• estão previstos mecanismos de recurso, a favor dos titulares dos dados, para reação contra violações dos princípios de privacidade: quer na própria organização, de acordo com os procedimentos implementados; quer através de soluções gratuitas de resolução alternativa de litígios; ou, em última instância, por meio de mediação independente.

A Belzuz Abogados S.L.P. – Sucursal em Portugal está habilitada a prestar assessoria jurídica em matéria de proteção de dados pessoais e, nomeadamente, às empresas que pretendam assegurar o cumprimento dos normativos de direito interno e comunitário, aplicáveis às transferências de dados.

 

Departamento Direito Digital (TIC) | Portugal

 

Belzuz Advogados SLP

A presente Nota Informativa destina-se a ser distribuída entre Clientes e Colegas e a informaçăo nela contida é prestada de forma geral e abstracta, năo devendo servir de base para qualquer tomada de decisăo sem assistęncia profissional qualificada e dirigida ao caso concreto. O conteúdo desta Nota Informativa năo pode ser utilizada, ainda que parcialmente, para outros fins, nem difundida a terceiros sem a autorizaçăo prévia desta Sociedade. O objectivo desta advertęncia é evitar a incorrecta ou desleal utilizaçăo deste documento e da informaçăo, questőes e conclusőes nele contidas.

Madrid

Belzuz Abogados - Despacho de Madrid

Nuñez de Balboa 115 bis 1

  28006 Madrid

+34 91 562 50 76

+34 91 562 45 40

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Lisboa

Belzuz Advogados - Escritório de Lisboa

Av. Duque d´Ávila, 141 – 1º Dtº

  1050-081 Lisboa

+351 21 324 05 30

+351 21 347 84 52

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Porto

Belzuz Advogados - Escritório do Porto

Rua Julio Dinis 204, Off 314

  4050-318 Porto

+351 22 938 94 52

+351 22 938 94 54

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Negligencias médicas Portugal

+351 968559667

PRIMEIRA CONSULTA GRATUITA


Associações